Desporto e vida saudável na Holanda

A minha vida Holandesa deu me novas ferramentas para tentar viver uma vida mais saudável. Primeiro que tudo, há a minha casa aqui em Utrecht: um quarto andar sem elevador e com uma dispensa e um frigorífico comparáveis aos de uma casa de bonecas. Nada como o exercício diário de subir uma escadaria com compras para pôr em perspectiva o que queremos carregar até lá acima. Começou a fazer me ainda menos sentido carregar coisas supérfluas como refrigerantes, bolachas e docinhos, e ter que lutar por um sítio onde os arrumar. 

A ajudar às condições de armazenamento, estão as condições de transporte: dois sacos de bicicleta. É preciso usar o espaço bem e trazer o mais importante: fruta, legumes, carne, peixe e o resto do espaço que sobra é para produtos de limpeza e afins. 


Em dias maus, desespero com estas limitações do meu estilo de vida aqui, mas tento sempre lembrar-me que me traz mais benefícios do que desvantagens. Limito-me ao essencial, como melhor, e só nas coisas diárias, faço imenso exercício. 
No entanto, quando dou por mim muito cansada ou atarefada, tento usar alguns serviços de entrega de alimentos em casa que fazem a minha vida bem mais fácil. 

Recentemente experimentei uma caixa de alimentos biológicos chamada Beebox. O conceito é simples, entregam em casa uma caixa com ingredientes biológicos, todos de produção local (Utrecht neste caso), com três receitas saudáveis para os usar. Apenas peço a caixa 1 ou 2 vezes por mês, mas já a considero como um pequeno luxo, porque me ajuda imenso com a logística normal de compras, sem que deixe de me alimentar de forma saudável. 

Finalmente, para além do sobe escadas, desce escadas, pedala para aqui, pedala para ali, ainda tento fazer desporto no ginásio e praticar yoga, não tão frequentemente como gostava que fosse.

Mas a grande vitória pessoal, foi que voltei a nadar, numa piscina fantástica que descobri em Utrecht – zwembad krommerijn– e fez me maravilhas às costas. A decisão de voltar a nadar não foi fácil de tomar, mais uma vez por diferenças no estilo de vida a que mesmo passado 3 anos ainda me estou a habituar. 

Por exemplo, como é que eu vou e volto para a piscina? Da forma mais rápida possível que tenho, que é de bicicleta! 15 minutos para lá, 15 minutos para cá. Mas, e a ideia de pedalar ainda com o cabelo meio húmido até casa com temperaturas a rondar os 5 a 10 graus?! Para mim era uma sentença de pneumonia! Na melhor das hipóteses…! 

Porque sim, devido ao sentido prático holandês, um secador de cabelo numa piscina equivale a este objecto:

Sim, é o um secador de mãos ao nível da cabeça! Nem que estivesse 45 minutos debaixo disto conseguia secar o cabelo. E não, não há tomadas para o nosso próprio secador. 

Assim, tentei ultrapassar o medo de me constipar, enchi-me de gorros e cachecóis, e voltei a incluir a natação na minha vida. E resultou!

Sem dúvida até agora, o maior avanço para viver uma vida mais saudável em 2016.
Boteco

Este post foi escrito para o projecto “Boteco das Tertúlias”, em colaboração com 4 fantásticas bloggers. Para conhecerem os seus ideais de vida saudável, basta clicarem aqui, aqui, aqui e aqui!

Advertisements

7 comentários

  1. Eu sou tão preguiçosa que nunca me rendi à bicicleta por estes lados! Inicialmente ia para o trabalho de autocarro, agora uso o carro porque o serviço de autocarro aqui é péssimo. Mas entendo o racionar as compras… vivo num segundo andar também sem elevador e às vees dou por mim no supermercado a pensar “hum, eu tenho três garrafas de água, duas de leite e um litro de iogurte… xiii, vai ser bonito ir até lá acima!” :D

    1. Ahaha! E tal igual isso. Água engarrafada por exemplo, é algo que já não compro mesmo e antes quase só bebia água de garrafa

      1. A água da torneira aqui sabe muito mal! Tenho de comprar um purificador ou assim, ninguém aguenta tamanho peso! :D

  2. Temos muito a aprender, aqui em Portugal!

  3. Que bom! Realmente às vezes nem damos valor aos luxos que vamos tendo. Eu aqui com tanta preguiça para me mexer e afinal seria tão mais fácil para mim do que para outras pessoas…

  4. Corajosa e cheia de força de vontade. Nada como mudarmos as nossas rotinas e perdermos certas mordomias para pormos as coisas em perspectiva! Parabéns.

    1. Muitas vezes nao e coragem…e so seguir caminho com o que temos :D

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

amsterdive.wordpress.com/

Amsterdam based actress hosts you into her personal amster-dive

Anas há muitas

Mãe, mas Mulher. Aqui escrevo sobre a fantástica experiência da maternidade, os meus cozinhados, os textos da minha autoria, e a minha área de formação – saúde.

THE GIRL WITH SILVER HAIR

THE GIRL WITH SILVER HAIR

agora digo eu

Porque às vezes me apetece dizer com os dedos para que me ouçam com os olhos!

Diário de Prato

Compartilhando o que eu ando fazendo e comendo de gostoso por aqui.

A Limonada da Vida

Uma Portuguesa na Holanda

almanaque silva

histórias da ilustração portuguesa

Marianne Beerten

Onroerend goed en Geiten in Portugal

Contador D'Estórias

Narrativas, poemas, músicas, um blog com estórias dentro.

Desbravando Madrid

Curiosidades e dicas sobre a cidade de Madrid

Life's Textures

Notes and tips about (my) life

By Catarina

Writing With a Global Mindset

laplandalltheway

Adventures of a Portuguese girl in Lapland

Desabafos em rodapé

espaço reservado a desabafos tipo assim um bocadinho "crazy" "or not"

The Frustrated Gardener

The life and loves of a time-poor plantsman

Heidiland

Uma Portuguesa na Holanda

The Kitchen Crashers

Seda ve Hakan’ın Mutfak, Seyahat ve Fotoğraf Maceraları…

%d bloggers like this: