O derradeiro presente dos enamorados na Holanda do século XVIII

No século XVIII na Holanda oferecer um pássaro numa gaiola significava mais do que nos dia de hoje.

Por um lado, era uma prenda muito útil, porque os pássaros eram colocados em casa para servirem de indicadores da qualidade do ar, ou seja, como existiam divisões fechadas em si, junto a lareiras que serviam para aquecer todas as zonas mais interiores da casa, a qualidade do ar podia decrescer ao ponto de não ser saudável para as pessoas. Assim, se um passarinho fosse sobrevivendo, a qualidade do ar estava fantástica, se o passarinho esticasse o pernil, era momento de arejar a divisão.

IMG_0409[1]

Mas, um pássaro numa gaiola era mais do que isso. Era também uma alegoria ao amor, significando todos os sentimentos que até ao momento daquela oferta estavam vedados, escondidos, engaiolados no coração, e passaram a ter expressão. Assim, os enamorados mostravam as suas afeições e sentimentos!

Esta gaiola ao estilo Delftware, simboliza isso mesmo, uma vez que na sua base está um casal muito apaixonado à beira de um canal. Na altura quando a vi esta gaiola no Gemeentemuseum em Den Hague, achei-a de uma fragilidade e de uma beleza comovente, tirei-lhe uma fotografia à queima roupa, sem saber se era autorizado, e sem saber muito bem o que fazer com a fotografia.

O dia de hoje pareceu-me perfeito para a partilhar convosco. Feliz dia dos namorados!

Está o lascivo e doce passarinho
Com o biquinho as penas ordenando,
O verso sem medida, alegre e brando,
Despedindo no rústico raminho.
O cruel caçador, que do caminho
Se vem calado e manso desviando,
Com pronta vista a seta endireitando,
Lhe dá no Estígio Lago eterno ninho.
Desta arte o coração, que livre andava,
(Posto que já de longe destinado)
Onde menos temia, foi ferido.
Porque o Frecheiro cego me esperava,
Para que me tomasse descuidado,
Em vossos claros olhos escondido.

Luís Vaz de Camões, in “Sonetos”

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Amsterdive

Amsterdam based actress hosts you into her own amster-dive

Anas há muitas

Mãe, mas Mulher. Aqui escrevo sobre a fantástica experiência da maternidade, os meus cozinhados, os textos da minha autoria, e a minha área de formação – saúde.

THE GIRL WITH SILVER HAIR

THE GIRL WITH SILVER HAIR

agora digo eu

Porque às vezes me apetece dizer com os dedos para que me ouçam com os olhos!

Diário de Prato

Compartilhando o que eu ando fazendo e comendo de gostoso por aqui.

A Limonada da Vida

Uma Portuguesa na Holanda

almanaque silva

histórias da ilustração portuguesa

Marianne Beerten

Onroerend goed en Geiten in Portugal

Contador D'Estórias

Narrativas, poemas, músicas, um blog com estórias dentro.

Desbravando Madrid

Curiosidades e dicas sobre a cidade de Madrid

Life's Textures

Notes and tips about (my) life

By Catarina

Writing With a Global Mindset

laplandalltheway

Adventures of a Portuguese girl in Lapland

o meu sofá cinzento

espaço reservado a desabafos tipo assim um bocadinho "crazy" "or not"

The Frustrated Gardener

The life and loves of a time-poor plantsman

Heidiland

Uma Portuguesa na Holanda

The Kitchen Crashers

Seda ve Hakan’ın Mutfak, Seyahat ve Fotoğraf Maceraları…

%d bloggers like this: