A multidão de Bosch

Como tive oportunidade de escrever noutro post, o pequeno e desconhecido museu da cidade de ’S Hertogenbosch – o Noordbrabantsemuseum, está neste momento a acolher a mais mediática exposição do ano da Holanda.

Capture

Num género de “grande retorno a casa“, a grande maioria obra do pintor Hieronymus Bosch, que está espalhada pelos maiores museus do mundo, vai estar reunida na sua cidade Natal até meados de Maio. A exposição foi altamente publicitada na televisão, há cartazes no aeroporto e até foi o Rei que a inaugurou em toda a pompa e circunstância.

Afinal voaram quadros dos 4 cantos do mundo – Madrid, Nova Iorque, Veneza, só para citar alguns – para serem reunidos debaixo do mesmo tecto em Den Bosch.

hieronymus-bosch-the-haywain-triptych-1500-1502-oil-on-panel-1373860118_org

unnamed

Quando era miúda, lembro-me de ir ao Museu Nacional de Arte Antiga em Lisboa, e de achar as Tentações de Santo Antão de Bosch algo do outro mundo. Como se fosse feito por um extraterrestre com uma imaginação demasiado ginasticada, mas ao mesmo tempo fascinante. Os detalhes que estão nos quadros são de chorar a rir ou de cortar a respiração.

E por isso estava com imensa vontade de ir a Den Bosch espreitar a exposição. Apesar de antecipar que fosse bastante procurada, não consegui imaginar que ia ser assim TÃO procurada!

  • Primeiro: só consegui bilhetes para o fim-de-semana na Páscoa, com entrada definida entre as 21h e as 22h! Ora, para quem conhece a realidade Holandesa, sabe que os museus às 5 da tarde já estão a começar a expulsar os visitantes para preparem o fecho. Um museu estar aberto até às 23h é mesmo algo do outro mundo.
  • Segundo: Apesar de nos terem dito que haveria alguma flexibilidade na entrada, só pudemos mesmo entrar mesmo à hora marcada, porque estava totalmente lotado.
  • Terceiro: Quando finalmente entrámos….não queriamos acreditar que havia uma fila de quase 20 pessoas apenas para nos aproximarmos ao primeiro quadro! Qual Louvre em epóca alta, qual Primark ao fim-de-semana! A maior concentração de humanos por metro quadrado para ver arte a que alguma vez assisti na minha vida. Lembro-me de uma exposição que vi em Londres que reunia muito do trabalho de Gaugin, com uma concentração de visitantes semelhante, mas acho que esta superou tudo o que vi…! Foi muito díficil manter o nível de entusiasmo e foi uma luta para navegar entre quadros.

A exposição é super interessante: aprende-se imenso sobre Bosch e um pouco sobre a sua cidade Natal e vê-se um conjunto muito interessante de quadros que muito dificilmente conseguiria ver juntos….mas a multidão, meu deus a multidão!


A cidade de Den Bosch também se preparou com imenso brio para receber os visitantes nesta celebração dos 500 anos de Bosch. As lojas estão decoradas e há instalações de arte por todo o lado. Aliás vale a pena fazer uma visita à cidade para ver como os Holandeses são bons em marketing e em fazer as coisas resultarem para todos os que vivem na cidade, não apenas para um museu. A cidade está bonita e recomenda-se…mas a multidão, meu deus a multidão!!!

Sumariamente, apenas aconselho a exposição a quem tenha mesmo interesse e MUITTAAA curiosidade e seja paciente para estar no meio de tanta gente…senão, pode ser mais interessante dar um calmo passeio pela cidade, absorver as vibrações “boschianas“ e experimentar/ rever uma destas! :)

Advertisements

2 comentários

  1. Nada como respeitar um património dessa natureza!

    1. :) foi mesmo muita gente a respeitar!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

amsterdive.wordpress.com/

Amsterdam based actress hosts you into her personal amster-dive

Anas há muitas

Mãe, mas Mulher. Aqui escrevo sobre a fantástica experiência da maternidade, os meus cozinhados, os textos da minha autoria, e a minha área de formação – saúde.

THE GIRL WITH SILVER HAIR

THE GIRL WITH SILVER HAIR

agora digo eu

Porque às vezes me apetece dizer com os dedos para que me ouçam com os olhos!

Diário de Prato

Compartilhando o que eu ando fazendo e comendo de gostoso por aqui.

A Limonada da Vida

Uma Portuguesa na Holanda

almanaque silva

histórias da ilustração portuguesa

Marianne Beerten

Onroerend goed en Geiten in Portugal

Contador D'Estórias

Narrativas, poemas, músicas, um blog com estórias dentro.

Desbravando Madrid

Curiosidades e dicas sobre a cidade de Madrid

Life's Textures

Notes and tips about (my) life

By Catarina

Writing With a Global Mindset

laplandalltheway

Adventures of a Portuguese girl in Lapland

Desabafos em rodapé

espaço reservado a desabafos tipo assim um bocadinho "crazy" "or not"

The Frustrated Gardener

The life and loves of a time-poor plantsman

Heidiland

Uma Portuguesa na Holanda

The Kitchen Crashers

Seda ve Hakan’ın Mutfak, Seyahat ve Fotoğraf Maceraları…

%d bloggers like this: