O Jardim “Self-Service”

No percurso de bicicleta que fizemos em Baarn, uma pequena cidade perto de Utrecht, encontrámos uma quinta biológica com um conceito de jardim no mínimo original: um jardim “self-service”, em que cada um é convidado a apanhar e montar o seu próprio ramo de flores frescas, por um preço muito convidativo.   
À porta do jardim existe um pequeno quadro de giz que explica as regras do jogo: os visitantes podem levar um pequeno cesto de vime e cortar o pé da flor que pretendem, mas sem arrancar raízes. Cada pé custa 25 cêntimos e todas as flores (e plantas aromáticas) estão disponíveis para serem colhidas. 

  

   
 
Na Holanda, nas próprias palavras dos Holandeses, uma casa sem flores é uma casa sem coração. Por isso, para além dos jardins exteriores, o interior das casas nunca é descurado em termos de flores frescas, a qualquer altura do ano. 

O entusiasmo dos Holandeses por flores, vê-se nos bonitos arranjos interiores que se encontram em todos os edifícios (escritórios, cafés, restaurantes, museus,…), no movimento atarefado dos mercados semanais de flores e na constante presença de flores até nas mais pequenos lojas e mercearias.

Por isso, não foi surpresa nenhuma, encontrar este jardim bastante movimentado, com várias pessoas empenhadas em montar um bonito arranjo para a semana. 

  
  

Quanto a mim, como ainda tinha uns 45 minutos de viagem pela frente, não me juntei ao grupo de visitantes deste jardim “self service”, com muita pena minha.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Amsterdive

Amsterdam based actress hosts you into her own amster-dive

Anas há muitas

Mãe, mas Mulher. Aqui escrevo sobre a fantástica experiência da maternidade, os meus cozinhados, os textos da minha autoria, e a minha área de formação – saúde.

THE GIRL WITH SILVER HAIR

THE GIRL WITH SILVER HAIR

agora digo eu

Porque às vezes me apetece dizer com os dedos para que me ouçam com os olhos!

Diário de Prato

Compartilhando o que eu ando fazendo e comendo de gostoso por aqui.

A Limonada da Vida

Uma Portuguesa na Holanda

almanaque silva

histórias da ilustração portuguesa

Marianne Beerten

Onroerend goed en Geiten in Portugal

Contador D'Estórias

Narrativas, poemas, músicas, um blog com estórias dentro.

Desbravando Madrid

Curiosidades e dicas sobre a cidade de Madrid

Life's Textures

Notes and tips about (my) life

By Catarina

Writing With a Global Mindset

laplandalltheway

Adventures of a Portuguese girl in Lapland

o meu sofá cinzento

espaço reservado a desabafos tipo assim um bocadinho "crazy" "or not"

The Frustrated Gardener

The life and loves of a time-poor plantsman

Heidiland

Uma Portuguesa na Holanda

The Kitchen Crashers

Seda ve Hakan’ın Mutfak, Seyahat ve Fotoğraf Maceraları…

%d bloggers like this: