Continuar a dobrar a língua Holandesa

Acabei o módulo 6 de Holandês da Volksuniversiteit de Utrecht este mês. Yupi!  :)

Recebi o meu diploma com orgulho na sexta-feira passada. 2 anos de estudo de Holandês. Uma jornada que fui descrevendo aos poucos aqui no blog. A pergunta mais comum que me fazem: porquê e para quê? Para abreviar a resposta, costumo responder que é uma casmurrice da minha parte, porque não preciso de Holandês até hoje no meu dia-a-dia.

Na minha casa falo em Português, no meu trabalho e com os meus amigos falo inglês e nas poucas interacções que tenho em lojas ou sítios por onde passo poderiam ser feitas em Inglês. No entanto, meti na cabeça que quero aprender a língua por 3 motivos:

  • Primeiro, ao procurar trabalho cá na Holanda recebi muitas respostas como “A tua experiência até é bastante boa, mas não falas Holandês e temos outros candidatos tão bons como tu que falam a língua”. Normal, compreensível, mas frustante, e fez-me querer aprender a língua.
  • A segunda razão é que quero estar prevenida para o futuro. Hoje não preciso, mas não sei se amanhã não precisarei. A vida dá voltas muito rápido. E infelizmente não sou daquelas pessoas dotadas para línguas que apanham as coisas super rápido. Preciso de investir tempo e esforço.
  • Terceiro, saber não ocupa lugar e aprender uma língua em idade adulta põe a cabecinha a funcionar em sítios que já estavam descansadinhos há muito tempo. No fundo, aprender uma língua nova é uma viagem: tem tanto de frustante, como de divertido, mas o balanço é sempre positivo.

Ora, no que toca à língua Holandesa, e apesar de ter concluído a última parte do curso continuo na mesma encruzilhada: preciso de mais exposição à língua no meu dia-a-dia. Estou longe de estar à vontade para falar e dou muitos erros.

Foi por isso que adorei a ideia da minha professora de nos dar no final do curso um Pin para usarmos que diz “Fala comigo em Holandês!”


Esta ideia de usar um PIN surgiu de uma escola de línguas na cidade de Den Hague, em que tal como em qualquer outra grande cidade Holandesa, os expatriados se queixavam que os Holandeses, mudavam imediatamente para Inglês quando tentavam começar uma conversa. Acho que qualquer emigrante aqui já sentiu isso na pele! Uma pessoa pede um café em Holandês, e o empregado responde em Inglês.

Não sei se vou ter lata para usar o PIN, mas sem dúvida vou esforçar me ainda mais para falar holandês no meu dia-a-dia.

Anúncios

16 comentários

  1. Isso parece tão difícil…

    1. É difícil sobretudo porque existe pouca exposição à língua, mas aos poucos vai lá!

  2. Parabéns! Concluir uma etapa é sempre muito gratificante :)

    1. Muito obrigada! Sim é muito gratificante… :) estou bastante feliz com mais este passinho!

  3. Mascha Ruivenkamp · · Responder

    parabéns pelo seu diploma!li o seu blog para aprender português (sou holandesa). Reconheço a problema de practicar falar 😊

    Date: Fri, 8 May 2015 19:38:06 +0000
    To: m_ruivenkamp@hotmail.com

    1. Olá Mascha! Fico muito contente sempre que alguém me diz que passa no blog porque está a aprender Português. Continua a comentar os textos, é uma boa forma de praticar! Terei muito gosto em responder. Oefening, oefening en oefening! En veel sucess :D

  4. Eu não me esforcei o suficiente… Parabéns! A ideia do pin é super fixe, uma amiga minha também usa.

    1. Vamos lá ver se tenho coragem de usar o PIN…é que ao usar o PIN depois não há como fugir :) não pode haver Inglês para ninguém hihihih

      1. Pois é… Força :)

  5. que língua terrível, credo! parabéns pelo grande esforço e pelo mérito conseguido!

    1. Obrigada Mia! :) Aos poucos aprende-se a ver beleza no Holandês.

  6. Para mim a parte mais difícil para ser a pronúncia… e já me aperecebi quetêm muitas regras, muitas excepções, aperentemente mais ainda do que o Alemão…. =/

    1. Achas que é mais díficil que o Alemão? Não tenho conhecimentos de Alemão, mas acho que é uma língua um pouco mais complicada…olha é preciso tempo e paciência! Como vai o Sueco? :)

  7. Parabéns! Eu també estudei alguns níveis da língua, mas as aulas começaram a ser tão aborrecidas que acabei por desistir antes do último curso (nós aqui chamamos o 2.4.) Também concordo que o grande problema é mesmo a falta de interacção com a língua… O Inglês chega tão mais depressa, que acabamos sempre por lá ir parar, mesmo quando podíamos tentar falar Holandês. O que eu notei, pessoalmente, é que aprendi imenso e rápido nos dois primeiros anos cá, mas depois estagnei.
    Este ano comecei com aulas de Italiano. São para Belgas e dadas em Holandês e, parecendo que não, também me ajudou o Holandês.
    Por isso, boa sorte!

  8. Deze ken je inmiddels natuurlijk ook al… :)

    1. Ik ga kijken! Ik denk dat ik ze niet ken. Dank je wel voor de tip :)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Amsterdive

Amsterdam based actress hosts you into her personal amster-dive

Anas há muitas

Mãe, mas Mulher. Aqui escrevo sobre a fantástica experiência da maternidade, os meus cozinhados, os textos da minha autoria, e a minha área de formação – saúde.

THE GIRL WITH SILVER HAIR

THE GIRL WITH SILVER HAIR

agora digo eu

Porque às vezes me apetece dizer com os dedos para que me ouçam com os olhos!

Diário de Prato

Compartilhando o que eu ando fazendo e comendo de gostoso por aqui.

A Limonada da Vida

Uma Portuguesa na Holanda

almanaque silva

histórias da ilustração portuguesa

Marianne Beerten

Onroerend goed en Geiten in Portugal

Contador D'Estórias

Narrativas, poemas, músicas, um blog com estórias dentro.

Desbravando Madrid

Curiosidades e dicas sobre a cidade de Madrid

Life's Textures

Notes and tips about (my) life

By Catarina

Writing With a Global Mindset

laplandalltheway

Adventures of a Portuguese girl in Lapland

o meu sofá cinzento

espaço reservado a desabafos tipo assim um bocadinho "crazy" "or not"

The Frustrated Gardener

The life and loves of a time-poor plantsman

Heidiland

Uma Portuguesa na Holanda

The Kitchen Crashers

Seda ve Hakan’ın Mutfak, Seyahat ve Fotoğraf Maceraları…

%d bloggers like this: