O estranho momento em que visitar uma Câmara Municipal se torna numa experiência agradável

O novo edifício da Câmara Municipal de Utrecht, conhecido por Staadskantoor, centraliza todos os serviços municipais num único espaço. 

  

Trabalham 2500 pessoas neste edíficio de arquitectura impressionante em forma de U (uma homenagem à cidade que serve), localizado mesmo junto à estação de comboios. 

Para quem conhece um pouco da realidade dos munícipios em Portugal, visitar este edifício mais parece um mundo irreal da Alice no País das Maravilhas.  

Passados alguns dias da visita guiada, que me levou aos cantos principais deste edíficio, ainda estou admirada pelo que vi. É-me estranho ver tamanho investimento num edíficio público, tanto a nível monetário, como a nível de desenvolvimento de novos conceitos de atendimento ao munícipe e de trabalho. 

 

Pretende-se implementar um novo conceito de atendimento ao munícipe, por exemplo, através de uma  política “empty desk” (ou secretária vazia) com a digitalização quase total de todos os processos da cidade. Basicamente não deverá haver nenhum papel à vista quando se visita a Câmara Municipal.

Caso seja preciso algo em papel e o munícipe se tenha esquecido de o trazer para a sua marcação, são disponibilizados computadores e impressoras para se aceder a documentos. Assim não é preciso reagendar a marcação, evitanto perdas de tempo importantes, sobretudo em processos fiscais ou empresariais.

  

As salas de espera são modernas e espaçosas e o seu mobiliário pode ser reestruturado conforme a afluência prevista de visitantes no dia. 

   

 

 Para fomentar um bom ambiente de trabalho foram desenhados vários tipos de salas de reunião criativas. Num dos tipos de sala pode-se escolher a cor da luz da sala. Procuras um ambiente descontraído e relaxado para discutir um orçamento complicado? Que tal um azul bebé? Ou queres acabar a reunião rápido? Um vermelho garrido serve o propósito.

  

 A sala de casamentos “rápidos“, em que basicamente bastam 5 minutos para assinar um papel e estar casado, também foi pensada com carinho, e seguem a mesma lógica das salas de reunião criativas. A ideia por detrás é que um simples casamento pelo registo, pode ter qualquer coisa de especial, e não ser totalmente aborrecido (a parte burocrática ninguém lhe tira…) 

É também considerado como o edíficio mais sustentável da Holanda. Foi pensado ao pormenor para minimizar o custo energético. 

   

   

A vista que se têm nos pisos mais altos do edifício é soberba, apesar do plano urbanístico da cidade proibir de forma taxativa que qualquer edíficio seja construído em maior altura que a Dom Toren. Ela tem o direito histórico adquirido de ser a torre de Igreja mais alta da Holanda, e pelo menos em Utrecht de se manter sem rival.

O trabalho em serviço público, que por vezes também é diminuído aqui na Holanda (já me apercebi que as piadas normais associadas ao funcionário público também existem também por aqui) quer-se valorizado com condições materiais “state of the art“.

Todo este investimento vêm no contexto de uma ampla reforma urbanística da cidade de Utrecht, que pretende reconquistar algum do charme, que se perdeu com as renovações dos anos 70 junto à estação de comboios. 

  

Questões associadas aos custos que os munícipes terão que suportar por tais desenvolvimentos, surgem naturalmente na equação, mas não deixa de ser interessante ver uma cidade tão antiga em ampla renovação. Estou bastante entusiasmada em assistir aos poucos a esta transformação da cidade em que vivo.

Para em esteja interessado numa visita guiada, pode inscrever-se gratuitamente aqui. Sejam rápidos, porque esgota muito depressa. Cada visita guiada não admite mais do que 25 pessoas de cada vez. Mas para quem acha arquitectura ou conceitos de atendimento ao público interessante, vale bem a pena.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Amsterdive

Amsterdam based actress hosts you into her personal amster-dive

Anas há muitas

Mãe, mas Mulher. Aqui escrevo sobre a fantástica experiência da maternidade, os meus cozinhados, os textos da minha autoria, e a minha área de formação – saúde.

THE GIRL WITH SILVER HAIR

THE GIRL WITH SILVER HAIR

agora digo eu

Porque às vezes me apetece dizer com os dedos para que me ouçam com os olhos!

Diário de Prato

Compartilhando o que eu ando fazendo e comendo de gostoso por aqui.

A Limonada da Vida

Uma Portuguesa na Holanda

almanaque silva

histórias da ilustração portuguesa

Marianne Beerten

Onroerend goed en Geiten in Portugal

Contador D'Estórias

Narrativas, poemas, músicas, um blog com estórias dentro.

Desbravando Madrid

Curiosidades e dicas sobre a cidade de Madrid

Life's Textures

Notes and tips about (my) life

By Catarina

Writing With a Global Mindset

laplandalltheway

Adventures of a Portuguese girl in Lapland

o meu sofá cinzento

espaço reservado a desabafos tipo assim um bocadinho "crazy" "or not"

The Frustrated Gardener

The life and loves of a time-poor plantsman

Heidiland

Uma Portuguesa na Holanda

The Kitchen Crashers

Seda ve Hakan’ın Mutfak, Seyahat ve Fotoğraf Maceraları…

%d bloggers like this: