Aprender a patinar no gelo!

Tarde fresquinha, mas solarenga. Depois de esperar numa pequena fila para alugar os patins, estávamos calçados e prontos a enfrentar a sensação de andar sobre lâminas!

São um género de botas de saltos altos ainda mais perigosas e vertiginosas: uma ideia estranha aos homens iniciantes em patinagem, que nunca se meteram antes em cima de tal coisa. Para mim, foi mais ou menos aceitável, até porque em criança andava de patins em linha.

Mas depois vem o gelo. Escorregadio e duro. Lá nos decidimos pelo ringue dos iniciantes, que na verdade só tinha crianças, para começar.

IMG_6274-1

Patinar no gelo está na cultura dos Holandeses. Começam de pequeninos a explorar as alegrias e as agruras do deslize rápido do gelo. Algumas estatelam-se no chão gelado, choram, lutam para retomar mas sem se conseguir levantar. Outras levam as quedas de forma mais serena e parecem aprender com elas.

Num caso ou outro, para qualquer holandês, seja ele criança ou adulto, um inverno rigoroso traz a oportunidade de patinar nos canais gelados, sinônimo de grande alegria.

Não foi o caso deste Inverno até ao momento. Assim, os Holandeses vão às dezenas para um género de complexo desportivo inteiramente dedicado ao gelo e praticam as suas capacidades.

IMG_6252

Enquanto nós estávamos no Ringue das crianças, a tentar não cair, os mais experientes estavam no grande ringue também ao ar livre. Como mandam as leis do bom trânsito, os mais rápidos à esquerda, os mais lentos à direita.

IMG_6266

IMG_6259

Então e como é aprender a patinar no gelo com tão avançada idade? Bom, ao contrário das crianças, as quedas são de mais alto e mais sofridas, porque fazem um dói-dói bem maior no ego. Mas como um pai de uma criança nos dizia, quando se aprende o equilíbrio, é igual a andar de bicicleta: nunca mais se esquece. Como aprendi a andar de bicicleta bem tarde, acho que é bem possível que patinar no gelo seja um sucesso a longo prazo.

IMG_6263

Momentos embaraçosos à parte, foi muito divertido. Na verdade, pudemos dar asas à criança dentro de nós e não nos importar muito com as figuras que fazíamos. E depois do esforço todo, havia chocolate quente, batatas fritas, e tudo o que uma pessoa pode desejar para reconfortar o espírito. Melhor é impossível!

Para mais informações sobre o ringue de patinagem a que fomos em Amstel: http://www.jaapeden.nl

Anúncios

9 comentários

  1. é mesmo… deparo-me com o teu problema… patinagem no gelo ainda n fiz, e confesso k tnh bastante receio… o degelo aqui já começou (quase 2 meses antes do que era suposto) e as ruas/estradas têm estado perigossisimas. mesmo com muito cuidado, já caí na rua. ptt, n me imagino mto nos patins, embora até gostasse… mas o gelo n é fofo como a neve! e lá está, tivesse começado mais cedo… vou tentar o ski ou o snowboard. já tentei o snowmobile e gostei mto!

    1. Compreendo-te!o snowmobile parece ser muitooo fixe :)

  2. com a minha falta de equilíbrio não me aventurava, apesar de ter aprendido a andar bem de bicicleta, mas agora… :-)

    1. Eu espero conseguir um dia o equilíbrio sobre patins…e chegar lá inteira!

  3. Já tentei uma vez patinar no gelo e não caí, com o tempo consegui ir patinando de forma menos vergonhosa… mas nunca mais tentei…
    Mas de facto adorava conseguir patinar como os miúdos de 10anos que até piruetas fazem :p

    1. Eu gostava de atingir velocidade :)))

  4. Eu espatifo-me toda a patinar ;) Tiraste fotos muito fixes

    1. Ahaha! Eu também cai uma vez :) tive direito a nódoas negras nos joelhos e tudo!

  5. Eu mal ando de patins em linha… mas tenho pena!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Amsterdive

Amsterdam based actress hosts you into her personal amster-dive

Anas há muitas

Mãe, mas Mulher. Aqui escrevo sobre a fantástica experiência da maternidade, os meus cozinhados, os textos da minha autoria, e a minha área de formação – saúde.

THE GIRL WITH SILVER HAIR

THE GIRL WITH SILVER HAIR

agora digo eu

Porque às vezes me apetece dizer com os dedos para que me ouçam com os olhos!

Diário de Prato

Compartilhando o que eu ando fazendo e comendo de gostoso por aqui.

A Limonada da Vida

Uma Portuguesa na Holanda

almanaque silva

histórias da ilustração portuguesa

Marianne Beerten

Onroerend goed en Geiten in Portugal

Contador D'Estórias

Narrativas, poemas, músicas, um blog com estórias dentro.

Desbravando Madrid

Curiosidades e dicas sobre a cidade de Madrid

Life's Textures

Notes and tips about (my) life

By Catarina

Writing With a Global Mindset

laplandalltheway

Adventures of a Portuguese girl in Lapland

o meu sofá cinzento

espaço reservado a desabafos tipo assim um bocadinho "crazy" "or not"

The Frustrated Gardener

The life and loves of a time-poor plantsman

Heidiland

Uma Portuguesa na Holanda

The Kitchen Crashers

Seda ve Hakan’ın Mutfak, Seyahat ve Fotoğraf Maceraları…

%d bloggers like this: