Os mitos da globalização e o caso Holandês

A Holanda é considerada uma das economias mais globalizadas do mundo. A globalização é sobretudo medida pelos fluxos comércio externo (importações e exportações) e pelo eco-sistema de empresas nacionais com operações no estrangeiro. No entanto, é possível perceber como a Holanda é um país fortemente globalizado através de outras dimensões. O número de expatriados que aqui trabalham é impressionante, todos os anos o país atraí mais estudantes internacionais e consegue-se “navegar“ na Holanda apenas com conhecimentos de Inglês.

Mas até que ponto, uma das economias mais globalizadas está efectivamente integrada no mundo? Até que ponto as nossas ideias sobre o estado de globalização do mundo estão em linha com a realidade? Estará o mundo a caminhar para a integração total ou será isso uma ideia distante?

O mapa seguinte, que retirei do site do Professor Ghemawat de Harvard e do IESE, mostra-nos a realidade da globalização na Holanda.

The_Netherlands_Map

O mapa mostra os vários países do mundo com um tamanho proporcional ao peso das exportações Holandesas para esse país. E as cores mais fortes indicam que o volume total de exportações da Holanda têm um peso importante no volume total de importações desse país.

Assim sendo, pode-se ver que os grandes parceiros da Holanda acabam por ser a Alemanha, Bélgica e o Reino Unido. A Europa surge em grande destaque e proporcionalmente os outros continentes parecem desaparecer do mapa.

Mesmo numa das economias mais globalizadas do mundo, os seus padrões mais relevantes de comércio externo limitam-se aos seus vizinhos de fronteira. Num mundo “perfeitamente“ e totalmente globalizado o mapa teria que ter um aspecto mais uniforme. Obviamente que não é apenas a distância geográfica que influencia o comércio entre países, factores como a língua, história comum, processos administrativos e estado de desenvolvimento dos países têm um papel muito importante.

Veja-se por exemplo o mapa de Portugal segundo estes óculos!

Capture

Espanha, França e o Reino Unido são os nossos grandes parceiro comerciais na Europa e depois nos outros continentes são os restantes países da CPLP.

Para quem quiser aprender um pouco mais sobre globalização ou sobre o país onde está a viver, vale mesmo a pena perder um pouco de tempo no site do Professor Ghemawat.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Amsterdive

Amsterdam based actress hosts you into her personal amster-dive

Anas há muitas

Mãe, mas Mulher. Aqui escrevo sobre a fantástica experiência da maternidade, os meus cozinhados, os textos da minha autoria, e a minha área de formação – saúde.

THE GIRL WITH SILVER HAIR

THE GIRL WITH SILVER HAIR

agora digo eu

Porque às vezes me apetece dizer com os dedos para que me ouçam com os olhos!

Diário de Prato

Compartilhando o que eu ando fazendo e comendo de gostoso por aqui.

A Limonada da Vida

Uma Portuguesa na Holanda

almanaque silva

histórias da ilustração portuguesa

Marianne Beerten

Onroerend goed en Geiten in Portugal

Contador D'Estórias

Narrativas, poemas, músicas, um blog com estórias dentro.

Desbravando Madrid

Curiosidades e dicas sobre a cidade de Madrid

Life's Textures

Notes and tips about (my) life

By Catarina

Writing With a Global Mindset

laplandalltheway

Adventures of a Portuguese girl in Lapland

o meu sofá cinzento

espaço reservado a desabafos tipo assim um bocadinho "crazy" "or not"

The Frustrated Gardener

The life and loves of a time-poor plantsman

Heidiland

Uma Portuguesa na Holanda

The Kitchen Crashers

Seda ve Hakan’ın Mutfak, Seyahat ve Fotoğraf Maceraları…

%d bloggers like this: