A Experiência de Votar na Holanda

Stem em Holandês quer dizer simultaneamente “voz” e “votar”. O que me faz todo o sentido, uma vez que votar é dar expressão à nossa voz e à nossa opinião.

Muito honestamente quando há coisa de um mês atrás recebi o meu cartão de eleitor para votar nas eleições autárquicas da Holanda fiquei apreensiva e passou-me pela cabeça não votar. Afinal estou aqui há apenas um ano, e sei muito pouco sobre o sistema Democrático Holandês e sobre os partidos políticos. Mas este artigo dos Portugueses na Holanda (re)convenceu-me da importância de fazer ouvir a minha voz.

O meu namorado ajudou-me muito nesta tarefa de perceber o que se estava a passar e de recolher as principais propostas dos partidos candidatos a Utrecht, até porque estava mal das costas e a última coisa que me apetecia pensar era politica em Holandês. Aos poucos fomos fazendo a nossa base de dados de panfletos de partidos e formando a nossa opinião sobre as propostas de futuro para a cidade. Em Utrecht estavam a concorrer os grandes partidos, os pequenos partidos e os partidos locais. E não se menospreze os partidos locais, porque pelo que percebi dos resultados das eleições, estes foram vencedores a nível global de votos.

A votação foi a passada quarta-feira e foi definitivamente muito bom ter decidido votar, mesmo nos limites do meu conhecimento sobre este País e dos limites da amplitude de movimentos das minhas costas! Foi bom porque participei e porque experienciei as diferenças do sistema de votação Português e Holandês.

Na Holanda é muito fácil votar. As urnas estão abertas das 7h30 da manhã até às 9h da noite e podemos votar virtualmente onde nos apetecer desde que seja na nossa cidade, no meu caso Utrecht. Existia um lugar de votação a 2 minutos a pé de minha casa, mas também podia ter escolhido votar na estação de comboios ou em qualquer outro lugar. Não é necessário estarmos inscritos num sítio em específico como em Portugal ou ter um cartão de eleitor. Se estamos inscritos na Câmara automaticamente enviam-nos um cartão que nos dá acesso às urnas.

20140324-170141.jpg

Outra coisa interessante, é que aqui não há período de reflexão, portanto pode haver campanha até ao último minuto. Quarta-feira de manhã na estação de comboios era difícil recusar todos os panfletos e ofertas que me queriam dar. Um dos partidos oferecia clementinas apelando a um futuro cheio de vitaminas e outro dava uma fatia de bolo para lembrar que hoje era dia de votação.

Mas o boletim de voto também é interessante. Um desdobrável enorme com todos os partidos e com candidatos nesse partido. O engraçado é que não existe hierarquia nos candidatos, ou seja, não se vota na hierarquia do partido, mas sim num candidato individual, seja esse candidato cabeça de lista ou não. Se eu quiser votar no Zé António, apesar de ele ser o último da lista, posso.

E a nível de eleições, as coisas não ficam por aqui: as europeias estão à porta! Outra aventura :)

E agora que estou melhor voltarei a estas e a outras aventuras do dia-a-dia aqui no blog!

Anúncios

8 comentários

  1. interessante o facto de se poder votar em qualquer lado, e num horário tão alargado! países diferentes, sistemas diferentes!! as melhoras, catarina! um beijinho

    1. Obrigada Ana! Tudo bem contigo? Eu ja estou a 100%! Finalmente! beijinhos

  2. Curiosas formas de fazer campanha eleitoral, distribuindo tangerinas e bolos ;)

    1. Verdade! Sabes que os citrinos exercem um fascinio grande aqui a Norte. Sao frutos do Sul, que em tempos antigos nao eram assim tao faceis de adquirir. Mas de forma geral, eles adoram receber qualquer coisinha gratis! :) Partilhamos isso :D ahaha

  3. Isso sim, é incentivar ao voto. Não é como cá, que se não estivermos na freguesia no dia das eleições não temos hipótese…

    1. Sem duvida, esse e um das regras que na minha opiniao facilitam em muito o voto! Ha mais flexibilidade.

  4. Em Portugal há vários anos que também já não há cartão de eleitor. Agora quanto ao se poder votar em qualquer sitio parece-me excelente, o único problema claro é a contagem de votos. Como em Portugal a unidade base de recenseamento é a freguesia e boa parte das freguesias só têm um local de voto, ia dar ao mesmo,

  5. […] Ontem foi dia de votações na Holanda. Votou-se para as Direcções de Gestão da Água e para as Províncias. Como estrangeira a residir em Utrecht, mas pagante de impostos municipais da água e dos diques, fui convidada pela Câmara Municipal a votar para a nossa Direcção Regional da Água. Foi a segunda vez que votei na Holanda, a última vez foi para a Câmara Municipal. […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Amsterdive

Amsterdam based actress hosts you into her own amster-dive

Anas há muitas

Mãe, mas Mulher. Aqui escrevo sobre a fantástica experiência da maternidade, os meus cozinhados, os textos da minha autoria, e a minha área de formação – saúde.

THE GIRL WITH SILVER HAIR

THE GIRL WITH SILVER HAIR

agora digo eu

Porque às vezes me apetece dizer com os dedos para que me ouçam com os olhos!

Diário de Prato

Compartilhando o que eu ando fazendo e comendo de gostoso por aqui.

A Limonada da Vida

Uma Portuguesa na Holanda

almanaque silva

histórias da ilustração portuguesa

Marianne Beerten

Onroerend goed en Geiten in Portugal

Contador D'Estórias

Narrativas, poemas, músicas, um blog com estórias dentro.

Desbravando Madrid

Curiosidades e dicas sobre a cidade de Madrid

Life's Textures

Notes and tips about (my) life

By Catarina

Writing With a Global Mindset

laplandalltheway

Adventures of a Portuguese girl in Lapland

o meu sofá cinzento

espaço reservado a desabafos tipo assim um bocadinho "crazy" "or not"

The Frustrated Gardener

The life and loves of a time-poor plantsman

Heidiland

Uma Portuguesa na Holanda

The Kitchen Crashers

Seda ve Hakan’ın Mutfak, Seyahat ve Fotoğraf Maceraları…

%d bloggers like this: