Uma casa com flores

Há um dizer aqui na Holanda: “Uma casa sem flores é uma casa sem coração“. Não sei exactamente qual a origem desta frase, mas sei que a paixão Holandesa por flores não é recente.

A loucura das tulipas, a excelência no estudo da botânica e o facto dos Holandeses serem os maiores negociantes de flores do mundo seriam argumentos suficientes para ilustrar esta paixão.

Mas são em pequenos momentos do dia-a-dia que entendemos este amor Holandês pelas flores. A minha casa por exemplo, aluguei-a com mobília. E no pacote da mobília estavam incluídos, nada mais nada menos do que 8 vasos grandes de vidro vazios, prontos a serem cheios de flores e plantas. 8 vasos! Tinha mais vasos em casa do que tigelas de pequeno-almoço ou copos. Logo ao início não reparei muito no assunto, mas passado um ano a viver na Holanda, os vasos vazios iam pedindo por alguma atenção minha.

Sim, com o passar do tempo comecei a reparar cada vez mais nas flores que se vendem por todo o lado: no atrelado à porta da estação, nos grandes e nos pequenos supermercados, em floristas especializadas e nos mercados semanais de rua. Habituei-me a ver aos sábados, homens e mulheres, a pedalar estilosamente com flores frescas nas suas bicicletas.

20140207-142806.jpg

Reparei nas janelas e nas varandas dos meus vizinhos cheias de flores da estação. Vejo como na recepção do prédio onde trabalho todas as semanas surgem novos grandes arranjos de orquídeas coloridas. Comecei a reparar nas flores que nascem na rua depois da neve e que baptizam o período de férias em que vamos entrar dentro de uma semana: Krokus Vakantie.

Fui convidada para ir ver um dos maiores expoentes da arte floral de Utrecht. Quando fiz anos recebi um pequeno mas belíssimo arranjo, feito pela minha voluntária de conversação de Holandês, com flores do jardim da casa dela e da Igreja do bairro.

20140207-142923.jpg

E os meus vasos pareciam-me cada vez mais vazios. Os meses passavam e comecei a perceber que minha casa precisava de um coração à maneira Holandesa. Apesar de gostar muito de flores, nunca tive hábito de comprar flores. Talvez por serem mais caras em Portugal e por estarem na nossa cultura mais dedicadas a ocasiões especiais.

Pelo contrário aqui estão por todo o lado, e foi com prazer, que comecei o mês de Fevereiro a integrar-me neste costume Holandês: a minha casa já tem flores!

20140207-142818.jpg

Anúncios

7 comentários

  1. Na Holanda, em Portugal, na Arábia Saudita, seja onde for se há coisa que não posso deixar de ter em casa são flores; sempre.
    As primeiras compras que fiz na Holanda (porque a casa estava também já mobilada e sim também havia potes e vasos vazios para as flores) foram flores, muitas flores.

    http://www.osexoeaidade.com/2013/08/de-haia-com-amor.html

    http://www.osexoeaidade.com/2012/11/e-estas-sao-as-primeiras.html

    http://www.osexoeaidade.com/2012/08/e-que-flores-sao-estas-que-hoje-me.html

    1. Adorei os teus posts e a escolha de flores ;) Lindas! Eu estou a começar a entrar nessa onda: dá-me tanta alegria comprar flores!

  2. Exacto flores é bom ter sempre em qualquer casa. Na Holanda ainda mais visto haver resmas de flores para todos os gostos e feitios :)

    1. Verdade! Por todo o lado!! :)

  3. […] vive na Holanda, como já tive oportunidade de ir contando aqui no blog, é confrontado diariamente com flores frescas um pouco por todo o lado a preços muito […]

  4. […] No século XVII, muitos Holandeses foram levados à ruína financeira pela especulação no valor de bolbos de tulipas que ficou conhecido como Tulipomania. Desde aí tornaram-se os maiores produtores e exportadores de flores do mundo. No dia-a-dia é impossível ignorar a sua presença nos mercados de sábado, nos supermercados, nos restaurantes e nos locais de trabalho. Tudo se resume ao ditado Holandês: “Uma casa sem flores é uma casa sem coração“ […]

  5. […] (de forma mais ou menos planeada) e dentro de casa os arranjos florais continuam impecáveis. Já falei algumas vezes na tradição holandesa de ter arranjos florais em casa e como desde que estou a viver na Holanda me dá imenso prazer comprar flores. Ora de um […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Amsterdive

Amsterdam based actress hosts you into her personal amster-dive

Anas há muitas

Mãe, mas Mulher. Aqui escrevo sobre a fantástica experiência da maternidade, os meus cozinhados, os textos da minha autoria, e a minha área de formação – saúde.

THE GIRL WITH SILVER HAIR

THE GIRL WITH SILVER HAIR

agora digo eu

Porque às vezes me apetece dizer com os dedos para que me ouçam com os olhos!

Diário de Prato

Compartilhando o que eu ando fazendo e comendo de gostoso por aqui.

A Limonada da Vida

Uma Portuguesa na Holanda

almanaque silva

histórias da ilustração portuguesa

Marianne Beerten

Onroerend goed en Geiten in Portugal

Contador D'Estórias

Narrativas, poemas, músicas, um blog com estórias dentro.

Desbravando Madrid

Curiosidades e dicas sobre a cidade de Madrid

Life's Textures

Notes and tips about (my) life

By Catarina

Writing With a Global Mindset

laplandalltheway

Adventures of a Portuguese girl in Lapland

o meu sofá cinzento

espaço reservado a desabafos tipo assim um bocadinho "crazy" "or not"

The Frustrated Gardener

The life and loves of a time-poor plantsman

Heidiland

Uma Portuguesa na Holanda

The Kitchen Crashers

Seda ve Hakan’ın Mutfak, Seyahat ve Fotoğraf Maceraları…

%d bloggers like this: