Roma e Utrecht: o desafio de descobrir as semelhanças!

Fomos dar um passeio em jeito de celebração do meu aniversário a Roma! Acordei um ano mais velha numa das cidades mais antigas do mundo, para colocar em perspectiva isto do avançar da idade. Foram 4 dias de muito passeio entre as paisagens do Coliseu, do Fórum Romano, do Vaticano e das muitas magníficas Igrejas e das belas galerias de arte. Cheguei à conclusão que envelhecer também as suas coisas magníficas!

Coliseu

Coliseu

O símbolo de Roma

O símbolo de Roma

Foram também 4 dias dedicados a tirar a barriga de misérias! A Holanda em nada pode competir em termos gastronómicos com os países mais a Sul da Europa. Se no primeiro dia tive que me habituar às grandes porções de comida e tive que desapertar um (ou dois!) botão das calças, nos dias seguintes já era com naturalidade que enfrentava mais um prato de massa ou pedia mais uma entrada de queijo e enchidos. O meu resumo de Felicidade portanto!

Queijo

Queijo

Cocktails italianos numa mercearia de pasta

Cocktails italianos numa mercearia de pasta

A paisagem também não tem nada a ver com a Holandesa. Roma como Lisboa, também vive sob 7 colinas, e até as suas árvores se aproximam das Portuguesas – matei saudades dos pinheiros mansos, das oliveiras e dos eucaliptos. Para dizer a verdade, deu-me uma nostalgia imensa ao ver os pinheiros mansos, talvez por estarmos perto do Natal, e por me ter apercebido que aqui na Holanda não os vejo, nem sinto aquele cheirinho a pinho que gosto tanto no Natal.

Ruínas e pinheiros mansos

Ruínas e pinheiros mansos

Bicicletas nem vê-las, com uma ou duas honrosas excepções numa das zonas da cidade mais alternativas e mais “hipster”. A norma são as scooters.

E acompanhei um espresso, não com uma stroopwafel, mas com um belo gelado italiano de São Crispino!

Espresso e...Gelado!

Espresso e…Gelado!

Enfim, neste curto fim-de-semana, aproximei-me aos poucos e poucos de Lisboa, e afastei-me da Holanda através da forma de estar dos italianos, na paisagem, na comida e até na visão dos comboios grafitados e das ruas menos organizadas de Roma.

Arte

Arte

Mas num momento inesperado dei de caras com Utrecht e com a Holanda na cidade de Caravaggio, Bernini e Michel Angelo. Numa das galerias mais famosas de Roma – Galleria Borghese – lá estavam pendurados vários quadros de pintores de Utrecht, que caíram nas boas graças da família Borghese e que viveram uma temporada em Roma.

Aprenderam com os grandes mestres italianos, incluíndo o famoso e mal-afamado Caravaggio e eventualmente voltaram para Utrecht no início do século XVII, para iniciar uma nova estética na Holanda: o Caravaggismo de Utrecht. Muitos dos quadros deles podem ser vistos no Museu Centraal de Utrecht ou no Rijksmuseum, mas até hoje não lhes tinha prestado atenção nenhuma.

Quadro de um dos Caravagistas de Utrecht em Roma

Quadro de um dos Caravagistas de Utrecht em Roma

Estes pintores foram os percursores da linha artística que alimentou o génio de Rembrandt e toda a estética que tornou a Holanda famosa no século XVII, e que entra olhos a dentro, de uma forma ou de outra, a quem aqui vive.

De repente estava novamente perto da Holanda e lembrei-me que por muito grandes que sejam as diferenças que nos separam há sempre pequenas pontes e ligações que unem realidades distintas. Basta estar atento para as descobrir…

Assim ao voltar do meu fim-de-semana, comecei a pesquisar que outras semelhanças poderia eu encontrar entre a Roma e Utrecht (ou a Holanda em geral para não ser picuinhas). E não e que há um site inteirinho dedicado ao tema da influência Holandesa em Roma e vice-versa?

Capture

E assim, começa outra viagem para a qual não é preciso sair de onde estou!

Anúncios

2 comentários

  1. Roma linda! Seja a Roma ou não , um dia tenho que ir à Italia :)

  2. […] entanto, mais uma volta do destino impõe que, após a morte do Papa Leo X, Adriaan fosse chamado a Roma e aclamado como o novo […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Amsterdive

Amsterdam based actress hosts you into her personal amster-dive

Anas há muitas

Mãe, mas Mulher. Aqui escrevo sobre a fantástica experiência da maternidade, os meus cozinhados, os textos da minha autoria, e a minha área de formação – saúde.

THE GIRL WITH SILVER HAIR

THE GIRL WITH SILVER HAIR

agora digo eu

Porque às vezes me apetece dizer com os dedos para que me ouçam com os olhos!

Diário de Prato

Compartilhando o que eu ando fazendo e comendo de gostoso por aqui.

A Limonada da Vida

Uma Portuguesa na Holanda

almanaque silva

histórias da ilustração portuguesa

Marianne Beerten

Onroerend goed en Geiten in Portugal

Contador D'Estórias

Narrativas, poemas, músicas, um blog com estórias dentro.

Desbravando Madrid

Curiosidades e dicas sobre a cidade de Madrid

Life's Textures

Notes and tips about (my) life

By Catarina

Writing With a Global Mindset

laplandalltheway

Adventures of a Portuguese girl in Lapland

o meu sofá cinzento

espaço reservado a desabafos tipo assim um bocadinho "crazy" "or not"

The Frustrated Gardener

The life and loves of a time-poor plantsman

Heidiland

Uma Portuguesa na Holanda

The Kitchen Crashers

Seda ve Hakan’ın Mutfak, Seyahat ve Fotoğraf Maceraları…

%d bloggers like this: