A Arte do Disparate?

Eu bem sei que se não houvesse quem criasse rupturas e desafiasse os conceitos de beleza vigentes ainda hoje estaríamos a usar vestidos volumosos, cheios de folhos e espartilhos.

Na moda e na arte é preciso cortar com estéticas vigentes: reduz-se o tamanho das saias, luta-se para que as mulheres possam usar calças e diz-se que os homens podem usar meias coloridas sem que nenhum mal venha ao mundo.

E também se sabe que todos aqueles que ousam cortar com o estabelecido e propor novas coisas, vão eventualmente chocar e ser acusados de destruírem o que de belo há no mundo. O papel do artista é esse mesmo – encontrar novas coisas a que se possa chamar de belo. Porque verdade seja dita, o que hoje é feio, pode ser amanhã a coisa mais bonita e mais desejada do universo. Em termos gerais da evolução da moda, temos muito a agradecer a todos estes artistas que criaram mais liberdade estética para sermos quem queremos ser.

Pois bem, sei de tudo isto, que o choque é normal, que a ruptura faz parte do processo.

Mas depois vejo coisas que simplesmente me parecem parvas. E não consigo deixar de pensar qual é linha que divide a arte do simples disparate?

20131114-154620.jpg

20131114-154632.jpg

Chamam-lhe uma nova tendência – a moda inspirada em monstros, em jogos de computador e avatares. Estudantes de moda e artistas, assumem o seu papel de ruptura e expõem as suas criações “monstruosas” avant-garde.

20131114-154649.jpg

20131114-154704.jpg

Estarei eu armada uma conservadora victoriana de espartilho que não quer abrir a mente a novas possibilidades? Ou é isto algo simplesmente parvo, mesmo estando exposto num museu?

20131114-154716.jpg

Não será totalmente disparatado se der para trocar umas ideias sobre o assunto e soltar umas gargalhadas. E vai estar mais uns meses no Museu Central de Utrecht

Anúncios

One comment

  1. Soltar umas gargalhadas…. For sure!!!! :D

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Amsterdive

Amsterdam based actress hosts you into her own amster-dive

Anas há muitas

Mãe, mas Mulher. Aqui escrevo sobre a fantástica experiência da maternidade, os meus cozinhados, os textos da minha autoria, e a minha área de formação – saúde.

THE GIRL WITH SILVER HAIR

THE GIRL WITH SILVER HAIR

agora digo eu

Porque às vezes me apetece dizer com os dedos para que me ouçam com os olhos!

Diário de Prato

Compartilhando o que eu ando fazendo e comendo de gostoso por aqui.

A Limonada da Vida

Uma Portuguesa na Holanda

almanaque silva

histórias da ilustração portuguesa

Marianne Beerten

Onroerend goed en Geiten in Portugal

Contador D'Estórias

Narrativas, poemas, músicas, um blog com estórias dentro.

Desbravando Madrid

Curiosidades e dicas sobre a cidade de Madrid

Life's Textures

Notes and tips about (my) life

By Catarina

Writing With a Global Mindset

laplandalltheway

Adventures of a Portuguese girl in Lapland

o meu sofá cinzento

espaço reservado a desabafos tipo assim um bocadinho "crazy" "or not"

The Frustrated Gardener

The life and loves of a time-poor plantsman

Heidiland

Uma Portuguesa na Holanda

The Kitchen Crashers

Seda ve Hakan’ın Mutfak, Seyahat ve Fotoğraf Maceraları…

%d bloggers like this: