Shiuuu: Os comboios também têm ouvidos

Este Domingo fomos ao Spoorwegmuseum em Utrecht. Para ser honesta fomos porque ganhámos 2 bilhetes grátis por termos feito um check-in através de uma aplicação de eventos da Câmara Municipal de Utrecht. Se não fosse por isso, não me teria ocorrido visitar o Museu Nacional da Ferrovia Holandesa nos dias que correm. E sem me adiantar muito ao que aí vêm, posso dizer desde já que teria sido uma pena perder esta experiência aqui tão perto.

Antiga estação Maliebaan

Antiga estação Maliebaan

Pedalámos 10 minutos até chegarmos à antiga e sumptuosa estação de Maliebaan, hoje casa do museu. É um edifício imponente completamente restaurado, que nos dá acesso sem precisarmos de bilhete ao ambiente de uma estação de comboios no início do século, com as salas de espera requintadas, restaurantes, quiosques e com uma sala de espera especial para Suas Altezas Reais da Holanda.  Mas o mais interessante nesta reconstrução, é que mesmo ao lado desta estação antiga, com as locomotivas antigas na linha, está a estação de Maliebaan moderna. Apenas a uns metros da antiga, a linha modernizada faz chegar e partir os comboios intercidades com primeiro destino à estação Central de Utrecht. Por isso, é possível chegar mesmo à porta do Museu dos Comboios, de comboio, parando lado a lado com as máquinas a vapor do século passado.

Locomotivas antigas

Locomotivas antigas

Saindo do espaço da estação em si, podemos dirigir-nos ao espaço do museu onde é necessário ter bilhete. E foi que aí começamos a nossa visita com a exposição temporária. O museu neste momento está com uma exposição temporária até Setembro, sobre o papel da ferrovia no desenrolar da Primeira e Segunda Guerra Mundial, intitulada “Tracks to the front, Trains in wartime“.

E nesta exposição, a peça que mais me fez pensar foi exactamente esta:

Os comboios também têm ouvidos

Os comboios também têm ouvidos

O cartaz chama atenção a quem viaja de comboio, que os comboios têm ouvidos, e que por isso se deve evitar falar sobre a guerra e sobre planos militares. Pois é, os comboios têm ouvidos e mesmo hoje em dia é preciso ter cuidado com o que se diz ou com o que se lê quando se está num. Mas se os comboios têm ouvidos, e se é preciso ter cuidado com o que se diz, imaginem quantas histórias não têm os comboios para nos contar? Quantos dramas de guerra, quantos problemas do dia-a-dia e quantas tragédias humanitárias? Uma delas o  transporte de judeus para os campos de concentração durante a Segunda Guerra Mundial em linhas Holandesas, uma questão que os Holandeses fazem questão de relembrar nesta exposição.

Máquinas e Carris de Guerra

Máquinas e Carris de Guerra

E estas histórias, militares e civis, são exploradas através de cada um dos papeis que os comboios tiveram na guerra – transporte de armas, de militares, de prisioneiros, de ajuda médica, de civis ou simplesmente apoio a logística militar.

Motores tenebrosos e poderosos para logística de guerra

Motores tenebrosos e poderosos para logística de guerra

E se esta parte do Museu é pesada porque trata do tema da guerra, todo o resto do museu é alegre e convidativo às crianças, sem ser demasiado infantil para os adultos.

O museu ganha contornos de parque de diversões, quase à lá Euro Disney, levando-nos pela história da introdução da ferrovia na Holanda e ao primeiro comboio a circular na linha Haarlem-Amsterdam, com uma réplica da estação e muita memorabilia do passado – antigos posters, sinalética das estações, publicidade, material de segurança, e claro comboios! Tudo isto com explicações em Inglês, o que nem sempre acontece em museus mais locais.

Primeiro comboio na Holanda

Primeiro comboio na Holanda

Contar muito mais seria estragar a experiência para quem for visitar o museu! Por isso fico-me por aqui.

Mas sem dúvida, é um espaço muito interessante e bem adaptado, tanto para os amantes da ferrovia, como para famílias com crianças que querem passar um bom bocado. Para minha grande surpresa, é um museu que recomendo a quem visitar a cidade de Utrecht!

Há mais no facebook: https://www.facebook.com/EspressoAndStroopwafel

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Amsterdive

Amsterdam based actress hosts you into her personal amster-dive

Anas há muitas

Mãe, mas Mulher. Aqui escrevo sobre a fantástica experiência da maternidade, os meus cozinhados, os textos da minha autoria, e a minha área de formação – saúde.

THE GIRL WITH SILVER HAIR

THE GIRL WITH SILVER HAIR

agora digo eu

Porque às vezes me apetece dizer com os dedos para que me ouçam com os olhos!

Diário de Prato

Compartilhando o que eu ando fazendo e comendo de gostoso por aqui.

A Limonada da Vida

Uma Portuguesa na Holanda

almanaque silva

histórias da ilustração portuguesa

Marianne Beerten

Onroerend goed en Geiten in Portugal

Contador D'Estórias

Narrativas, poemas, músicas, um blog com estórias dentro.

Desbravando Madrid

Curiosidades e dicas sobre a cidade de Madrid

Life's Textures

Notes and tips about (my) life

By Catarina

Writing With a Global Mindset

laplandalltheway

Adventures of a Portuguese girl in Lapland

o meu sofá cinzento

espaço reservado a desabafos tipo assim um bocadinho "crazy" "or not"

The Frustrated Gardener

The life and loves of a time-poor plantsman

Heidiland

Uma Portuguesa na Holanda

The Kitchen Crashers

Seda ve Hakan’ın Mutfak, Seyahat ve Fotoğraf Maceraları…

%d bloggers like this: