Majesteit

Como mais uma forma de tentar dobrar a língua Holandesa decidimos uma vez por semana ver um filme Holandês, sempre que possível com legendas em Inglês. A ideia surgiu da necessidade de termos mais exposição à língua, o que no dia-a-dia nem sempre é fácil. É uma noção geral que os Holandeses têm um excelente nível de Inglês e ao contrário de outras nacionalidades, adoram falar em Inglês, mesmo que façamos um esforço para tentar ter uma conversa em Holandês.

Assim ver cinema Holandês surgiu como uma forma de ouvir a língua e ao mesmo tempo uma forma de conhecer mais sobre o cinema que se faz por aqui.

Na verdade, sem ser o cinema Francês, o outro cinema Europeu passa muitíssimo longe do circuito main stream, o que na minha opinião é algo bastante pernicioso para uma integração, ou pelo menos conhecimento transversal, da cultura Europeia.

Deste auto-desafio de ver um filme Holandês por semana, até ao momento, o balanço é positivo. Já vimos alguns filmes e posso dizer que há uma indústria cinematográfica bastante interessante a florescer nas terras baixas. Este filme em particular motivou-me a começar a escrever sobre os filmes que temos visto: “Majesteit” um filme do realizador Peter de Baan de 2010.

IMG_1399[1]

Talvez inspirada por tanto laranja das últimas semanas, apeteceu-me mesmo ver esta interpretação da vida da Rainha Beatrix. Chamo-lhe interpretação porque os episódios relatados no filme sobre a vida da Rainha Beatrix, parecem-me a mim um pretexto para explorar questões mais profundas do que para propriamente fazer uma biografia com acuidade histórica e sentimental.

E foram exactamente essas questões que me fascinaram e que me emocionaram no filme. É um filme que fala sobre escolhas, sacrifícios e liberdade de expressão. E nestas questões em particular, tanto importaria que a personagem principal fosse uma Rainha ou uma ilustre desconhecida. No entanto, é o contexto de como compreender uma monarquia no século XXI, como a proteger e porquê, que se entrelaçam as questões anteriores e fazem do filme um exercício tão interessante. Faz realmente sentido haver monarquias no século XXI? São instrumentos que servem a democracia ou são uma forma de não-poder meramente decorativa e populista?

O filme não dá respostas, apenas uma interpretação do que poderiam ser as respostas. A actriz Carine Crutzen que dá corpo a Beatrix constrói, na minha opinião, uma personagem muito credível, que nos guia ao longo destas dúvidas e inseguranças. Para quem não conhece a vida desta Monarca também fica com uma boa noção de quais foram as principais marcas e cicatrizes do seu reinado. Apesar de uma monarca querida pelo povo nos últimos anos, ganhar a popularidade foi algo que foi posto a várias provas de fogo. A primeira o seu casamento por amor com um Alemão plebeu logo a seguir à Segunda Guerra Mundial. E ironicamente é também a influência desta personagem, o marido de Beatrix, que está no centro da tensão e da acção do filme. E por isso mesmo ganhou um prémio Gouden Kalf no Netherlands Film Festival.

Contar mais seria estragar o filme! E na nossa cotação este filme tem 4 em 5 pontos, o que equivale a um queijinho Gouda.

Cotação Video Club Amsterdam

1 – Zwart-Wit Dropjes

2- Stampot

3- Bitterbalen

4 – Queijo Gouda

5 – Espresso and Stroopwafel

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Amsterdive

Amsterdam based actress hosts you into her personal amster-dive

Anas há muitas

Mãe, mas Mulher. Aqui escrevo sobre a fantástica experiência da maternidade, os meus cozinhados, os textos da minha autoria, e a minha área de formação – saúde.

THE GIRL WITH SILVER HAIR

THE GIRL WITH SILVER HAIR

agora digo eu

Porque às vezes me apetece dizer com os dedos para que me ouçam com os olhos!

Diário de Prato

Compartilhando o que eu ando fazendo e comendo de gostoso por aqui.

A Limonada da Vida

Uma Portuguesa na Holanda

almanaque silva

histórias da ilustração portuguesa

Marianne Beerten

Onroerend goed en Geiten in Portugal

Contador D'Estórias

Narrativas, poemas, músicas, um blog com estórias dentro.

Desbravando Madrid

Curiosidades e dicas sobre a cidade de Madrid

Life's Textures

Notes and tips about (my) life

By Catarina

Writing With a Global Mindset

laplandalltheway

Adventures of a Portuguese girl in Lapland

o meu sofá cinzento

espaço reservado a desabafos tipo assim um bocadinho "crazy" "or not"

The Frustrated Gardener

The life and loves of a time-poor plantsman

Heidiland

Uma Portuguesa na Holanda

The Kitchen Crashers

Seda ve Hakan’ın Mutfak, Seyahat ve Fotoğraf Maceraları…

%d bloggers like this: